ADM de Redes

Um Blog sobre o dia a dia do Administrator de Redes e Servidores Microsoft

By

Load Balance com Máquinas Virtuais no Azure.

Olá Pessoal,

No último post eu comentei a diferença entre Máquinas Virtuais Basic e Standard. Neste post iremos entender como configurar o Load Balance em Máquinas Virtuais no Microsoft Azure. Lembre-se apenas que somente Máquinas Virtuais Standard aceitam esta configuração.

Antes de adicionar o Load Balance, é importante que as Máquinas Virtuais estejam no mesmo Cloud Service, mas não necessariamente, dentro do mesmo Availability Set. Cloud Service e Availability Sets foram explicados neste post. No caso do meu exemplo as Máquinas Virtuais estão dentro do mesmo Cloud Service e do mesmo Availability Set, veja:

Para iniciar a configuração, com as Máquinas Virtuais em um mesmo Cloud Service, vá dentro das configurações de uma das Máquinas Virtuais, abra a aba Endpoints. Os Endpoints são as portas que estarão abertas na Máquina Virtual para o nome público. Será necessário criar um Endpoint e habilitar o Loab Balance, então clique em Add e selecione a opção padrão, veja:

Repare que a opção de utilizar um Load Balance na tela acima é apenas para um Load Balance existente. Então selecione a primeira opção e clique na seta Next. Na próxima tela, você irá definir os parâmetros do Endpoint que você está criando, e além disso, você deve marcar a opção Create a Load-Balance Set. Veja:

Isso irá habilitar a opção de clicar em mais uma seta Next para configurar o Load-Balance Set. Na próxima tela, você tem a opção de criar um nome para o Load-Balance Set, para que você possa identifica-lo nas outras máquinas. Além disso, você deverá inserir as configurações de “probe”.

O Probe é uma análise é que feita pelo NLB para verificar se as Máquinas Virtuais estão respondendo corretamente e se devem estar disponíveis aos clientes nas requisições. Você tem como padrão o protocolo, porta, intervalo e número de probes. Se a Máquina Virtual não responder ao número de probes dentro do intervalo estabelecido, a Máquina Virtual será automaticamente retirada do Load-Balance Set. Na minha configuração, o NLB vai testar 2 vezes com diferença de 15 segundos entre cada teste, na porta 80, via TCP, para verificar se a Máquina Virtual está respondendo ou não, veja:

Depois de clicar para concluir, o Endpoint é criado. Veja quando vamos adicionar o mesmo Endpoint em uma outra Máquina Virtual:

Na próxima tela, você verá que não é possível alterar as configurações, pois as mesmas estão sendo trazidas do Load-Balance Set. A única coisa que você precisa indicar é o nome do Endpoint, veja:

Se você quiser, é possível reconfigurar o Load-Balance Set. Com isso o Azure configurou a porta 80, no meu caso, para ficar em NLB com estas máquinas dentro deste Cloud Service.
Espero que tenham gostado!
Até mais!

2 Responses to Load Balance com Máquinas Virtuais no Azure.

  1. Amigo como faço para fazer uma cópia de uma imagem de maquina que esta alocada num disco nos EUA… para o Brasil ? procurei vários tutoriais sobre isso no azure mais não encontrei… você sabe ? Se sim poderia fazer um tutorial do mesmo ? Obrigado !

    • vrapolinario says:

      Olá Filipe, não é uma ferramenta nativa para isso. O que você pode fazer é copiar o VHD com uma ferramenta Gráfica como o Azure Storage Explorer, ou Powershell e recriar a VM no datacenter do Brasil.

      Abraços!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>