ADM de Redes

Um Blog sobre o dia a dia do Administrator de Redes e Servidores Microsoft

By

Opções de Storage para Hyper-V – Parte 2

Olá Pessoal,

Continuando a nossa conversa sobre opções de Storage para Hyper-V para empresas de pequeno e médio porte, hoje vou descrever um pouco sobre storage iSCSI. Você pode se perguntar: Mas Vinícius, você não disse empresas de pequeno e médio porte? Sim. Deixe-me explicar:

Quando começamos a falar sobre protocolos de Storage para empresas pequenas e médias, o medo do custo muitas vezes faz com que essas empresas nem validem opções muito interessante de storage. Obviamente, um dispositivo de storage é muitas vezes uma excelente opção por questões de performance, confiabilidade e etc, mas também, muitas vezes proibitivo por questões de custo.

Porém, um dos recursos nativos do Windows Server 2012 e 2012 R2 é o iSCSI Target Server. Com este recurso, você pode transformar um servidor em um storage com diversos recursos que pequenas empresas só teriam acesso fazendo o investimento em um dispositivo com custo mais elevado. Obviamente, você deverá dedicar um servidor para isso, mas a ideia é ter um storage de baixo custo com recursos que seriam inimagináveis para estas organizações. Veja os benefícios da utilização de um iSCSI Target Server com Windows Server 2012 R2:

Um ponto extremamente importante para que o acesso ao storage não seja prejudicado e impacte na performance das VMs, é o desenho da infraestrutura. Um dos fatores que faz com que as gandres corporações tenham uma excelente performance em dispositivos de storage é que elas dedicam um tempo e investimento no desenho desta infraestrutura. Obviamente, pequenas e médias empresas não tem as mesmas opções, mas nem por isso uma solução de iSCSI Target via Windows Server será pior. Muito pelo contrário. Em alguns casos a flexibilidade de configurações do Windows Server é um dos benefícios para estas pequenas e médias empresas.

Dois pontos são importantes aqui: O primeiro é que o acesso ao servidor iSCSI será feito via rede. Isso não significa que você vai colocar o tráfego de acesso ao storage no mesmo local do acesso a rede tradicional. Isolamento de tráfego é essencial. Hum, você irá pensar: “Complicou”. Não, fique calmo. Para resolver esse problema, é importante que você conheça um conceito chamado “Converged Network”. Apesar do nome complexo, o conceito é bem simples:

Numa rede tradicional, para que você possa isolar o tráfego dentro de um servidor, você vai colocar placas de rede dedicadas para um tráfego. Neste modelo, você teria pelo menos uma placa para o tráfego iSCSI. No modelo converget network, você terá placas de rede em Teaming (agrupadas) e placas de rede virtuais em cima deste teaming, sendo uma placa de rede virtual para cada tráfego. Além disso, uma coisa que você deve fazer é aplicar uma prioridade para cada tráfego, isolando e priorizando assim o tráfego importante. Veja o modelo abaixo:

Um ponto importante: Na imagem você tem 4 placas de 10Gbps. Mas esse conceito pode ser aplicado com 2 placas de 1Gbps. Para conhecer algumas formas de fazer essa configuração, separei alguns links:

- Building A Converged Fabric with Windows Server 2012 PowerShell
- Windows Server 2012 Hyper-V Converged Fabric

Depois que você finalizou o desenho de acesso ao storage, há outro item não menos importante: Configurar o Storage. Esse procedimento é bem simples. E para não deixar esse post muito longo, e utilizar recursos já existentes no TechNet, vou deixar aqui o link de como montar seu storage iSCSI Target no Windows Server 2012 R2.

Espero que tenham gostado do post. No próximo post vamos ver os benefícios de outra opção de storage para Hyper-V, o SMB3.
Até mais!

One Response to Opções de Storage para Hyper-V – Parte 2

  1. Wagner says:

    Muito obrigado pela dica Vinicius, vou implantar esse recurso na minha empresa.
    Até mais.
    Wagner Peron

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

*

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>