ADM de Redes

Um Blog sobre o dia a dia do Administrator de Redes e Servidores Microsoft

By

Behind the Scenes… 256 Discos de 64TB por VM…

Olá Pessoal,

Eu havia prometido colocar aqui no Blog, como eu configurei uma Maquina Virtual com 256 discos virtuais e cada disco com 64TB. Isso foi mostrado no lançamento do Windows Server 2012 aqui no Brasil e chamou bastante a atençao.

Antes de mostrar, vamos entender algumas coisas:

- Em primeiro lugar, ter 256 discos não é uma novidade do Windows Server 2012. A novidade é que cada disco pode ter 64TB. Isso é possível graças ao novo formato de arquivo de disco virtual do WS2012. Com o formato VHDX, você pode ter um disco virtual de até 64TB sem corromper o arquivo.

- No Hyper-V, você tem controladoras de disco virtual IDE e SCSI. No caso das controladoras SCSI, cada controladora pode ter 64 disco. Como você pode ter 4 controladoras, no total você tem 256 discos.

- Não é necessário desligar a VM para adicionar discos. Porém, para adicionar mais uma controladora, é preciso. Então, antes de começar a colocar discos, tenha certeza que a VM já tem 4 controladores SCSI.

- Se você verificar, 256 discos de 64TB cada, dá um total de 15.6PB (PetaBytes). O que as pessoas mais me perguntaram foi: Qual Storage eu utilizei para isso? Bom, na verdade eu utilizei o proprio disco local do meu Notebook para essa demonstração. A questão toda é que os discos da demonstração são discos dinâmicos. Veja que se necessário, eles irão crescer até 64TB cada. Mas eu não utilizei nenhum deles, logo, o espaço consumido foi mínimo.

Bom, agora vamos a prática. Se você já criou discos adicionais em uma VM sabe que a criação de cada disco, via interface gráfica do Hyper-V demora um certo tempo, além de ser uma tarefa repetitiva. Logo, a melhor opção para fazer isso é, obviamente, Powershell.

Através da interface PowerShell ISE, foi possível criar um script powershell que criasse o disco e vinculasse o disco à Máquina Virtual. Abaixo, está o script que eu utilizei:

$filepath = “C:\VHDStore\”
$filename = “VHD00″
$serverName = “SRV-01″
$controllerNumber = “0″
[int64]$vHDSizeGB = “64000″
$vHDFormat = “vhdx”
$vHDType = “Dynamic”
$numberofVHDs = “64″


for ($i=1;$i -le $numberofVHDs; $i++){
     
     $vHDPath = $filePath + $fileName + $i + “.” + $vHDFormat
     New-VHD -Path $vHDPath -SizeBytes ($vHDSizeGB * 1073741824) -Dynamic
     Add-VMHardDiskDrive -VMName $serverName -ControllerType SCSI -ControllerNumber $controllerNumber -Path $vHDPath
     }

Explicando rapidamente, o primeiro bloco, cria as variáveis necessárias para os comandos. Neste bloco, você vai colocar o nome de servidores, e caminhos do seu ambiente.

Na segunda parte, a função for (Para) executa os comandos por 64 vezes (Número de Discos suportado por SCSI Controller), incrementando o valor da variável $i cada vez que é executado.

Bom, é isso. Espero que tenham gostado da dica!
Até mais!

By

Acompanhe o lançamento do Windows Server 2012 no Brasil!

Olá pessoal,

Mensagem de última hora! Acompanhe o lançamento do Windows Server 2012 no Brasil pelo link de transmissão:
http://lancamentows2012.cloudapp.net/

Até mais!

By

Licenciamento do Windows Server 2012

Olá Pessoal,

Há algum tempo, eu fiz um post aqui no blog que gerou bastante comentários, inclusive. Neste post, eu falei sobre o licenciamento de Máquinas Virtuais com o Windows Server. Na época, a versão licenciada do Windows Server era o 2008 R2. Agora que o lançamento oficial do Windows Server 2012 foi feito, é hora de revisitar este assunto.

Para começarmos a entender, vamos falar das Edições do Windows Server. Essa questão é importante, porque nós estamos acostumados com as versões Standard, Enterprise e Datacenter. Mas sabemos que existem mais. Veja as edições disponíveis no Windows Server 2008 R2:

image

Além disso, existem ainda as versões para Small Business:

image

Existem diversas variáveis quando o cliente precisa decidir que Edição é a melhor para ele. Na verdade, o cliente é bombardeado com diversas perguntas para se determinar a Edição recomendada. O cliente vai utilizar Virtualização? Com quantas VMs? Precisa do recurso de cluster? Qual a configuração do Hardware? Quantas CALs ele pretende adquirir? E assim vai.

Para facilitar tudo isso, no Windows Server 2012, temos as seguintes edições:

image

As edições Essentials e Foundation, continuam sendo edições direcionadas para um mercado específico. Mas a grande mudança está nas edições conhecidas como “edições de linha”.

1 – O primeiro ponto importante: Não existe mais a versão Enterprise. A partir do Windows Server 2012, nas “edições de linha” temos apenas o Standard e o Datacenter.

2 – O próximo ponto importante: Ambos (Standard e Datacenter) são licenciados pelo numero de processadores (Veja que processadores não significa core) e não mais por servidor ou processador como acontecia com o Windows Server 2008 R2.

3 – O terceiro ponto e talvez o que cause mais impacto é: Não existe nenhuma diferença técnica entre Standard e Datacenter. Isso mesmo. Ambos tem exatamente os mesmos recursos de cluster, suporte a hardware, Roles, Features, absolutamente tudo.

Você deve estar se perguntando: Se não tem diferença entre Standard e Datacenter, porque eu compraria o Datacenter? Bom, para responder isso, fica muito fácil. E é exatamente o que o cliente deve se perguntar, que é: No ambiente, eu vou trabalhar com Virtualização ou não?

Se a resposta for SIM, então a versão recomendada é a Datacenter, que lhe dá direito de executar quantas Máquinas Virtuais com Windows Server o hardware suportar.

Se a resposta for NÃO, então a melhor versão provavelmente será a Standard, pois esta versão é mais barata e tem todos os recursos. De quebra, esta versão ainda lhe dá direito de rodar 2 Máquinas Virtuais Windows Server.

No meu ponto de vista, o maior ganho foi que não existe diferença entre as Edições Standard e Datacenter. Eu já estive em projetos onde tivemos que abortar tudo pois a edição errada foi comprada. Agora isso acabou. Mesmo que o cliente tenha comprado a versão Standard, ele tem direito a todos os recursos do Windows Server, até mesmo Cluster. Alegre

É isso pessoal, espero que tenham gostado da novidade também. Se você tem alguma dúvida, utilize os comentários!
Até mais!

By

Quer ter um gostinho dos ITCamps?

Olá pessoal,

Há algum tempo, venho querendo fazer um webcast, principalmente em conjunto com o pessoal do grupo MTAC que tem feito um excelente trabalho. O colega Eduardo Sena, liberou uma data para eu falar um pouco sobre o Windows Server 2012… e eu resolvi dar, a quem participar, um gostinho do que estamos passando nos ITCamps.

No dia 24 de Setembro, as 20:30 eu vou apresentar um webcast sobre o Windows Server 2012 e algumas novas features. Nesse webcast vou usar todo o meu “arsenal” para fazer algumas demonstrações um pouco complexas de se ver por aí. Pretendo abordar assuntos como Virtualização, AD, Armazenamento, Redes entre outros.

Para se inscrever, acesse o link aqui.

Espero vocês neste webcast!
Até mais!