ADM de Redes

Um Blog sobre o dia a dia do Administrator de Redes e Servidores Microsoft

By

Rodando SQL Server 2008 em um Ambiente com Hyper-V

Olá Pessoal,

A Viviane Ribeiro, que trabalha conosco como especialista de SQL e BI, fez um excelente post sobre melhores práticas para rodar SQL Server em Hyper-V. Com certeza vale a pena dar uma olhada e entender o que precisa ser feito para ter uma boa performance em seu banco de dados, quando virtualizado em Hyper-V.

O link para o posr é: http://vivianeribeiro1.wordpress.com/2012/01/23/rodando-sql-server-2008-em-um-ambiente-com-hyper-v

Até mais!

By

Chega ao Brasil o Microsoft Virtual Academy!

image

Olá Pessoal!

Quem visita o site do Technet há algum tempo, deve se lembrar dos programas de capacitação como Technet Expirience, 5 Estrelas entre tantos outros… Há algum tempo o Centro de Treinamento é a referência para conteúdo técnico no Technet. Mas há uma grande diferença entre estes programas, que é a validação do conhecimento. Tanto no Expirience como no 5 Estrelas, haviam provas para testar o conhecimento de quem atendeu ao treinamento. No Centro de Treinamento, isso não existia.

Hoje, estamos lançando o Microsoft Virtual Academy, que é um programa que já existia em Inglês. A diferença é que a partir de agora, você poderá contar com treinamentos totalmente em Português! Inclusive as provas!

O programa tem um incentivo muito legal que é a pontuação quando um módulo é finalizado e com isso você pode ir acumulando pontos no programa para mostrar o quanto você conhece. Já no lançamento, temos 4 Treinamentos disponíveis e com o tempo, novos serão adicionados.

image

Espero que vocês gostem da plataforma de treinamento, façam os cursos e acumulem muitos pontos! Não deixe de divulgar isso para seus conhecidos! Para se cadastrar, basta usar seu LiveID!

Até mais!

By

O que esperar do System Center 2012 Operations Manager

SCOM

Se você é um administrador de Servidores, ou até mesmo Desktops, muito provavelmente você já ouviu falar do System Center Operations Manager. O SCOM é o sucessor do antigo Microsoft Operations Manager (MOM). Muitos pensam que a função do SCOM é apenas gerar alertas em sua console. Obviamente, isso auxilia e muito no gerenciamento de Servidores e Desktops, mas o SCOM vai muito além disso.

Uma coisa que muitos desconhecem é a forma de trabalho do SCOM. O SCOM possui o que chamamos de Management Packs (MPs). Os MPs são adicionados ao SCOM conforme o administrador possui a necessidade de monitoração de um servidor, desktop, serviço, aplicação ou dispositivo em específico. Por exemplo: O SCOM possui MPs para softwares Microsoft como Exchange, SQL, Windows Server e todos os produtos Microsoft. Além disso, o SCOM possui MPs para produtos não Microsoft como Servidores Linux, Dispositivos de Rede, Hardware de Servidores e muito mais. Outro ponto muito interessante é a possibilidade de se desenvolver novos MPs. Isso permite, por exemplo, que o fabricante de um hardware como um switch, roteador, servidor e etc, crie seu próprio MP para que o SCOM posso gerenciar o dispositivo da forma que o fabricante entende que é o correto.

Já na versão 2012, o SCOM traz novidades que devem deixar os administradores muito felizes. Abaixo, listamos algumas destas novidades:

- Assistente de Setup e Upgrade da versão 2007 R2, facilitando a implantação do produto em um ambiente novo, ou em um ambiente já existente de SCOM.

- Root Management Server (RMS) não existe mais na Topologia do SCOM 2012. Isso faz com que a carga de trabalho seja distribuida entre os servidores, além de permitir tolerância a falhas sem a necessidade de um cluster.

- A Console do Produto sofreu algumas alterações para deixar o gerenciamento mais intuitivo. Além disso, o produto terá uma console web e trará integração com o Sharepoint permitindo a criação de Web Parts para gerenciamento.

- Na versão atual (2007 R2) do produto, já é possível gerenciar dispositivos de rede. Porém, muitas configurações manuais são necessárias. A versão 2012 promete simplificar isso, trazendo um mecanismo de descoberta de rede, onde é feito o mapeamento não só de roteadores e switchs, mas também das portas e segmentos de rede (LAN e vLANs) aos quais eles pertencem.

- Um dos pontos mais aguardados da versão 2012 do SCOM é o gerenciamento de aplicações .NET. Hoje nós temos o AVICode e o MP de .NET para SCOM que já fazem este trabalho. Na versão 2012, todo o gerenciamento será feito através da console do SCOM. Isso irá permitir que os administradores tenham informações da perspectiva tanto do servidor quanto do cliente, trazendo informações da aplicação como erros, performance e muito mais.

- Para quem precisa automatizar algumas tarefas dentro do SCOM, a versão 2012 trará uma nova gama de comandos que poderão ser executados no produto. Você pode verificar o que há de novo no gerenciamento via powershell pelo próprio Shell digitando Get-Help about_OpsMgr_WhatsNew.

- Há novidades no gerenciamento de ambiente Unix e Linux como por exemplo novos comandos PowerShell para scripts e processamento em segundo plano. Além disso, uma nova funcionalidade de gerenciamento permite a utilização de contas como Run As combinada com a elevação "sudo" para ações que necessitam de privilégios elevados.

Como você pode ver, mesmo um produto estável e bem sucedido como o SCOM 2007 R2 traz diversas novas características que devem ajudar e muito os administradores no dia-a-dia. Se você não vê a hora de testar o produto, baixe a versão de avaliação aqui.

By

Revista Canal System Center, recomendadíssima!!!

image

Olá Pessoal,

Uma dica excelente de leitura… A revista Canal System Center é com certeza uma leitura obrigatória para quem trabalha com estes produtos, está estando para isso ou para qualquer um que se interessa por ferramentas de gerenciamento.

A revista é uma iniciativa dos MVPs Cleber Marques e Raphael Perez e conta com a colaboração de feras como Alexandre Perazza, Jordano Mazzoni, Igor Humberto e Alexandro Prado. A última edição é a edição 04 que conta com entrevistas, novidades, dicas e muito mais!

clip_image001[4]

Você pode baixar todas as edições aqui.

Não deixe de baixar e de ler. Eu recomendo!
Até mais!

By

O que esperar do System Center 2012 Configuration Manager?

O System Center Configuration Manager (SCCM) é um dos produtos que nos acostumamos a chamar de linha de frente da família System Center. O SCCM, assim como o System Center Operations Manager (SCOM) é o produto mais utilizado da família pois tem uma importante função dentro da organização, no que diz respeito a gerenciamento de dispositivos end-user e até mesmo servidores.

Com a função de auxiliar o administrador a manter estes dispositivos, o SCCM permite a execução de relatórios de inventário tanto de Hardware quanto de Software. Além disso, o SCCM é uma plataforma de distribuição de software robusta, onde o administrador pode criar os pacotes que deseja implementar no ambiente e distribuir para os destinos selecionados. Além da distribuição de software, o SCCM pode substituir ou trabalhar em conjunto com o WSUS para gerenciamento de atualizações. Outra função muito utilizada do SCCM é o Desired Configuration Manager (DSM) que permite verificar quais máquinas na rede estão fora do padrão estabelecidos pela empresa. Isso é importante para organizações que atuam sobre regulamentações específicas de um setor ou governo. (Na versão 2012 o nome DSM é substituido por Compliance Settings)

Na versão 2012, algumas mudanças irão ajudar ainda mais os administradores. Veja abaixo algumas destas mudanças:

- Uma nova Topologia de Central Site torna mais fácil o fluxo de informações entre os sites primários e simplifica a hierarquia entre os sites primários do SCCM. Além disso a console do SCCM foi totalmente remodelada com suporte a Ribbon, onde a barra é remodelada com controles com foco no item selecionado.

- Existem diversas novas features para gerenciamento de clientes, onde destacamos o gerenciamento de clientes Linux e Mac, além de dispositivos móveis como iPhone, iPad, Windows Phone e Mobile, Android entre outros.

- Uma novidade interessante é o User Centric Mode. Este conceito muda a forma como o software é distribuido, onde o pacote é vinculado ao usuário e o software é distribuido para onde o usuário for, independente da máquina que ele utilize.

- O acesso a console do SCCM será baseada em papéis que permitirão que o usuário tenha acesso apenas as funções que lhe foram designadas.

- Além de novas funções no produto, o SCCM agora traz integrado o novo System Center Endpoint Protection (SCEP) (Verifique informações de licenciamento na ocasião do lançamento) que substitui o Forefront Endpoint Protection (FEP). O SCEP é o software Anti-vírus da Microsoft que desde a versão anterior já estava integrado ao SCCM. Porém, nesta versão o nome Forefront não é mais utilizado. Com o SCEP, é possível criar regras para serem aplicadas as máquinas clientes (Estações e Servidores). Estas regras contém rotinas do Endpoint Protection client que deve ser instalado nos clientes. Desta forma, é possível configurar os parâmetros de funcionamento do Anti-vírus como rotinas de scan, arquivos/pastas/processos excluídos do scan, modo de funcionamento do client e muito mais. Além disso, o SCEP traz templates prontos com sugestões de modo de funcionamento para workloads de servidores, baseado em funções como File Server, Mail Server e etc.

Como você pode perceber o SCCM vem com diversas novidades que permitem que o administrador tenha muito mais facilidade no dia-a-dia. Se você não vê a hora de testar o produto, baixe a versão de avaliação aqui.

By

Exames Microsoft em Real!

image

Olá Pessoal,

Desde ontem, já está disponível para quem for fazer um exame de certificação Microsoft a possibilidade de fazer o pagamento em Real (R$). Além disso, é possível utilizar um cartão de crédito nacional. Isso é muito legal e importante, principalmente para profissionais que estão em início de carreira.

Na verdade, eu lembro de quando iniciei minha carreira, e a primeira prova que fiz precisei utilizar um cartão de crédito emprestado pois eu não tinha um cartão internacional. Hoje, isso não é mais um problema.

E como isso vai funcionar? Simples. No momento que você estiver marcando a prova, basta selecionar a opção BRL em Currencies. Veja o exemplo abaixo:

image

Veja que o valor exibido já é em Reais, ou seja, não haverá conversão de dólar na fatura do cartão, nem taxa de cartão para compra no exterior. Bom não?

Então não perca tempo e marque logo a prova que você estava pensando em fazer! Boa sorte!
Até mais!

By

IT Camps estão com tudo em 2012! Veja o site!

Olá Pessoal,

Primeiro post de 2012 e uma ótima notícia para o Brasil inteiro! O site do IT Camp, série de eventos que estamos realizando, está no ar. No site você poderá conferir, o que é o IT Camp, quais as cidades onde haverá o IT Camp, os conteúdos, conhecer os palestrantes e muito mais!

Entre no site de registre-se para o IT Camp mais próximo de você e aproveite!

Site do IT Camp: http://bit.ly/ITCamp

Até mais!